sexta-feira, 22 de junho de 2012

DISPERDICIO

                   


Há dias que penso no desperdício do tempo.
Onde amamos menos quem devíamos.
Limitando a força que temos.
Com nossa prudência nada arriscamos.
Não separamos a hipocrisia da verdade.
O esbanjamento de coisa material.
Esquecemos-nos de valorizar a vida.
Não percebemos a água implícita secando.
O beijo tático da sede infinita.
Desperdício é tentar misturar o azeite e água.
Ficar na inércia esgotando a mente.
Na prudência egoísta perdendo a felicidade.
Ignorar a experiência vivida.
Na procura de desvio cair no precipício.
Perder tempo desperdiçando idéias.
Pois nem os erros são desperdício.
Viva a abundancia de seu dia.

Autora: Solange Netto Andrade
16/12/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário