quinta-feira, 7 de junho de 2012

BEM E O MAL

 

 

 

Quem do mal querer, ao bem viver.
E de tolices mil, quantas más ações.
Deixei de cometer a cada dia.
Olhando para o céu e compreendendo o infinito mistério.
Penso em gravar minhas memórias num cristal.
Desejando acender mil lâmpadas.
Mas sei que apenas uma vela iluminará minha vida.
Tenho convicção que a felicidade não míngua quando compartilhada.
Somos resumo de palavras ditas e ouvidas.
Que perfuma a alma e purifica o coração.
Vivemos paixões que nos consome.
Na constante perseguição dos dias infindáveis.
Estando do amanhecer sonhando com o anoitecer.
Abraçando oportunidades e aproveitando.
Tentando compreender o que é verdadeiramente viver.
Mergulhando no desconhecido, ultrapassando o entendimento.
E sobrevivendo entre bem e o mal.
Vivendo dias mais felizes, com o bem.
Minha opção.

Autora: Solange Netto Andrade
08/01/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário